Contato
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • RSS - Black Circle
contato@mulheresemfoco.com.br
Rua Semi-Gebara, 2-40
Bauru - SP- Brasil

Conteúdo protegido por direitos autorais.

Proibida a reprodução total ou parcial sem

autorização expressa do autor.

Copyright © 2017 

Mulheres em Foco

Redes Sociais
Destaque
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • RSS - Black Circle

Teste comportamental: autoconhecimento para profissionais de sucesso

19.05.2019

1/10
Please reload

Please reload

Cadê minha libido? A vida sexual pós-parto

 

                   Foto: Pixabay

 

 

O nascimento de um filho, muda a rotina do casal, inclusive a vida sexual. Um recém-nascido requer atenção e dedicação dos pais, traz muita alegria, mas muitas vezes também é sinônimo de cansaço e estresse, principalmente, para a mãe que está de licença-maternidade e passa o dia todo cuidando do bebê.

 

A administradora Jamile Eline Alves de  32 anos é mãe do pequeno Emílio, de 1 ano. Ela explica que desde o início do casamento de dois anos e meio, sempre teve uma vida sexual ativa com o marido. Mas tudo mudou após o nascimento do primeiro filho, "minha líbido baixou, de modo que eu não desejava nem ser beijada, nem abraçada...pensei que estava doente".

 

Jamile conta que se sentia incomodada por não sentir vontade de fazer sexo com o marido, mas não sabia o motivo, pois, o filho era uma criança tranquila, ela estava feliz com o seu corpo e não havia problemas no casamento.

 

De acordo com a ginecologista e obstetra Flavia Carnovale Lima é recomendado um período de repouso de 40 dias para a mulher após o parto. Em relação a vida sexual nesse período, ela destaca "Algumas mulheres já se sentem aptas com 20 dias, enquanto outras podem levar dois meses para se recuperar. O importante é respeitar o tempo da mulher ".

 

  Foto: Pixebay

 

A médica explica que após o parto, o corpo da mãe está voltado para o bebê, inclusive os hormônios. "Nesse período, ocorre um aumento de progesterona e ocitocina, o que pode causar uma diminuição da libido por até um ano".

 

Segundo, a obstetra Flavia Carnovale Lima quando uma mulher dá a luz a um bebê o organismo entende que ela não está “apta” para engravidar novamente e, com isso, a libido diminui.

 

Jamile procurou ajuda profissional em busca de respostas em relação a sua falta de libido. Inclusive, pediu que o médico receitasse medicamentos para ela resolver o problema que tanto lhe incomodava.

 

 

Mas, a administradora foi alertada pelo ginecologista "Você não tem nenhum problema de saúde". Ele explicou que com o novo papel que ela havia assumido, o de mãe, estaria automaticamente guardando os desejos sexuais para vivenciar a maternidade. O médico recomendou que o casal tenha paciência e aproveite o momento, pois logo tudo voltará ao normal.

 

Assim como Jamile, milhares de mulheres perdem a libido após o nascimento do filho. A maternidade traz um turbilhão de emoções à tona, é um período de descobertas e insegurança. Por isso, é preciso respeitar o próprio tempo e ter paciência com as necessidades do seu corpo.

 

Aproveite e chame o parceiro para uma conversa honesta, e explique o que está acontecendo. Também é importante que ele se aproxime e participe dos cuidados diários com o bebê, incentive ele a ser pai em todos os momentos, pois assim fica mais fácil ele compreender o que você está vivendo (até mesmo porque também é dever dele cuidar do filho).

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload