Redes Sociais
Destaque
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • RSS - Black Circle

Teste comportamental: autoconhecimento para profissionais de sucesso

19.05.2019

1/10
Please reload

Please reload

Câncer de mama: a importância da prevenção e do diagnóstico precoce

 

 

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo! O Instituto do Câncer (INCA) estima 57 mil novos casos da doença a cada ano no país. Só em 2013, 14.206 mulheres morreram vítimas do câncer de mama no Brasil.

 

Apesar dos dados alarmantes, existe tratamento para o câncer de mama, e quanto antes ele for diagnosticado maior as chances de cura. Por isso é tão importante a prevenção realizada com o autoexame e a mamografia.

 

O câncer de mama não tem somente uma causa. Mas a idade, é o principal fator de risco para a doença, pois cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos. Existem alguns fatores que aumentam o risco de desenvolver a doença como:

 

- Obesidade e sobrepeso após a menopausa; 

- Sedentarismo;

- Consumo de bebida alcoólica;

- Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X); 

- Primeira menstruação antes de 12 anos;

- Não ter tido filhos;

- Primeira gravidez após os 30 anos;

- Não ter amamentado;

- Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;

- Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);

-Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de 5 anos.

- Fatores genéticos e hereditários

- Histórico familiar de câncer de ovário;

- Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;

- Histórico familiar de câncer de mama em homens;

 

A mulher que possui um ou mais desses fatores genéticos é considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama. Sendo que o câncer de mama hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total de casos da doença. Homens também podem ter câncer de mama, mas somente 1% do total de casos é diagnosticado em homens.

 

Como prevenir?

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como praticar atividade física regularmente; alimentar-se de forma saudável; manter o peso corporal adequado; evitar o consumo de bebidas alcoólicas e amamentar​.

 

Quais os sintomas?

É importante que as mulheres observem suas mamas seja no banho ou quando trocam de roupa, pois podem perceber alterações mamárias e nesses casos devem procurar atendimento médico imediatamente. Os principais sintomas do câncer de mama são:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;

  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;

  • Alterações no bico do peito (mamilo);

  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;

  • Saída espontânea de líquido dos mamilos

 

Diagnóstico precoce

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura. Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres.

 

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos.

 

Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas. Porém mamografia também pode ser prejudicial a mulher, pois expõe a radiação, e quanto maior a exposição, maior a chance de desenvolver câncer, apesar de ser raro casos come esses.

 

ATENÇÃO: as informações acima não substitui uma consulta médica, por isso faça uma avaliação com um médico de sua confiança.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Contato
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • RSS - Black Circle
contato@mulheresemfoco.com.br
Rua Semi-Gebara, 2-40
Bauru - SP- Brasil

Conteúdo protegido por direitos autorais.

Proibida a reprodução total ou parcial sem

autorização expressa do autor.

Copyright © 2017 

Mulheres em Foco